sábado, 6 de agosto de 2016

O espetáculo não pode parar! Mas a saudade e o gostinho de quero mais, sempre ficará.

Um dos momentos mais plenos de autonomia do OFICENA, ocorre no exato momento em que praticamente todo o segmento de teatro de Cabo Frio busca sua própria autonomia. 
Depois de 4 anos de ação continua, a única certeza que temos é que do "futuro incerto", para isso e por isso, o maior empenho é se livrar do apego e investir pesado em autonomia artística. 


Um espetáculo totalmente criado e organizado por alunos sedentos por
autonomia artística e entendimento das complexidades de um possível
futuro, OFÍCIO, quem sabe?
Oferecer aos jovens um gostinho de quero mais e, torcer para que a ação continua do teatro na cidade se construa a partir de ações independentes e ousadas. Há muito que fazer, mas também já podemos comemorar. A união de alguns nomes de peso da cidade, para criar mais oportunidades para o teatro local, se não vingou totalmente, ao menos conseguimos um grande intento. Despertar novas gerações. E isto não é pouco.
Hoje e amanhã (Sábado dia 06 e domingo, dia 07), será mais um marco histórico do teatro local, mais uma vez, o CENAS CURTAS DO OFICENA 4, vai mostrar a que veio, só que desta vez, o estudante de teatro é o dono do espetáculo. Todas as cenas escritas, planejadas, dirigidas e pesquisadas por eles mesmos, que se articularam e se organizaram, para garantir a festa que, hoje, será aberta ao público. Foram muitas as manifestações de amor ao teatro, descobertas que adolescentes e jovens estão fazendo, como se fosse o primeiro amor de suas vidas. Empenhando-se, cada vez mais, num fazer complexo, que exige disciplina e respeito mútuo; companheirismo e paixão. 
No teatro, é possível desenvolver grandes habilidades individuais, mas tudo precisa estar a serviço do coletivo, porque não existe "teatro de uma pessoa só", o teatro foi criado para juntar as massas e conectar os coletivos, em forma de grupos por afinidade e compromisso e é disso que a tradição se sustenta e é por isso que o legado GREGO permanece até hoje. O tempo vai passando e o desejo de mostrar a arte de ator para o público, só aumenta, e que pese todas as dificuldades da vida, comum, no momento que esta geração está passando, mas fluida e pródiga em desejo de construção e reconexão com o próprio existir.

O MUTIRÃO DA GRATIDÃO

Alunos compartilhando material de limpeza e acessórios para cuidar de sua casa de espetáculo, um gesto de amor à casa que
sempre o acolheu.
4 anos funcionando dentro do teatro municipal de Cabo Frio, o OFICENA sempre ajudou a cuidar do teatro, quer seja, zelando por suas instalações ou, mais ainda, formando plateias para prestigiar todos os tipos de eventos que por lá passaram até agora. Sempre, e de forma feliz e espontânea, o aluno fez o possível para estar presente no calendário artístico do teatro local e de fora. Mas agora, num momento de crise econômica, que assola não apenas Cabo Frio, mas o mundo inteiro, os estudantes de teatro, sem perder sua visão crítica da realidade, entendeu que era o momento de contribuir para manter a "casa limpa" e, por isso, realizaram, juntos um dos mais belos atos coletivos que até hoje tive a alegria de presenciar. A limpeza do Teatro Municipal de Cabo Frio. 
Foi bonito de ver, jovens e adolescentes, se acotovelando pelos bastidores do tearo, compartilhando acessórios e material de limpeza, fazendo escala e organizando o trabalho para esperar o público que virá, sábado e domingo, assisti-los em suas criações mais variadas. Todos felizes, acreditando no melhor e dando o seu melhor, para obter, em troca, o sorriso e a paixão que só o público, neste momento, pode dar. O público é a razão da arte, é para ele que levamos nosso melhor e é dele que esperamos o melhor, sempre com consciência e vontade de crescer e melhorar cada vez mais.

SAUDADE DO PROFESSOR ITALO

Afastados por questões de força maior, o professor Italo Luiz Moreira, deu o melhor de sua vida artística ao OFICENA, deixou uma marca e ajudou a construir o resultado artístico que hoje a cidade vive. Não são poucos os jovens que lhe são gratos, e que buscam, de forma ativa e produtiva, honrar a relação vivida com o nobre mestre do teatro local, conhecido pelo seu rigor técnico e pela maneira profunda como busca construir e distribuir sua arte.


A conquista da autonomia exige um longo caminho de troca, organização
e doação de si para a construção de um sonho que é de todos.
TURMAS INFANTO-JUVENIL E JOVEM UNIDAS NUMA MOSTRA INESQUECÍVEL.

Desde 2013, se reunindo sempre as segundas e terças feiras, das 14 às 17h. e das 19 às 22h. O OFICENA construiu uma rotina de ocupação do teatro municipal, semanalmente, que contribuiu para a ecologia artística da cidade. Muitos jovens escreveram novas linhas em seus destinos e estão empenhados nesta busca maior, por um teatro de qualidade. São notícias boas que não param de chegar, como a criação de espaços independentes para a manifestação da arte e construção de novos grupos de teatro. Além de grupos de estudos que vão, aos poucos, delineando uma ecologia mais potente no teatro local. Muito jovens ainda se perguntam o que estão fazendo, enquanto alguns outros já estão, simplesmente, inventando o futuro que desejam para si. A arte é um projeto de invenção de si e não apenas de repetição de fórmulas. Parabéns a esta geração.
VEM AÍ, MAIS UM "CENAS CURTAS DO OFICENA", EDIÇÃO NÚMERO 4.

Nenhum comentário:

Postar um comentário