quinta-feira, 19 de setembro de 2013

TEATRO LOTADO NO FESQ 2013


Diário do FESQ – Primeio e segundo dia



Até agora, 14 trabalhos passaram pelo palco do TIAM (Teatro Inah Azevedo Mureb). Foram muitas e variadas emoções, sensações que vão do drama à comédia, da tregédia à farsa, da inventividade à reinvenção da linguagem teatral. Uma mistura de diversos estilos, possibilidades e criações, tudo a serviço da carpintaria teatral, realmente, um mergulho na arte, na poesia, na sensibilidade e na percepção real do mundo, através da arte do TEATRO.

Alguns momentos marcantes como o retorno, dessa vez mais agressivo, dos grupos locais, com cenas feitas por artistas da cidade. A trupoe Andarilhos, supreendeu com uma comédia de altíssimo nível e a afirmação definitiva da atriz Tainá Lasmar, que marcou presença no 9º FESQ (2012) e de lá pra cá não parou mais. O grupo Creche na Cochia que, com sua linguagem já firmada no cenário nacional, voltou à cena depois de um longo jejun de participações no festival local. Dessa vez, trazendo, além de ótiam performance coletiva, o destaque estupendo do trabalho corporal da atriz Vivi Medina e a estréia honrosa do ator Ivan Alves.

Rodrigo Rodrigues, nos brindou com sua nova personagem, Rejane, uma cearense juvenil, espevitada, que fazia o público viajar em seus apartes antológicos, desta vez, a “vendedora de abrosia” mostrou total domínio de palco e trabalhou duro para que o FESQ não fosse levado por alguns expectadores mal educados que levam crianças (quase bebês) para assistir aos espetáculos mas acabam na gente da cena, torturando as crianças e atrapalhando os artistas. Rodrigo foi elegante e soube, de forma bem humorada, recuperar o momento, e não deixar a peteca cair.

O FESQ demonstrou grande amadurecimento, com o grupo de voluntários e contratados do evento, atentos e trabalhando duro pelo coletivo e, principalmente, para fazer a platéia se sentir “em casa”. Foram muitos os momentos altos das duas noites, com ótimas comédias, tragédias e dramas e até cenas de palhaçaria, com o funcionamento a todo o vapor do debate do dia seguinte e o comparecimento em massa dos artistas presentes no festival.

Destaque também para a bela homenagem, na arena cultural, que funciona antes do início da cessão de esquetes. Uma bela homenagem ao poeta Paulo Silveira, com um belo varal poético, saudando a passagem deste nobre e tão amado lietarato da cidade. A presença marcante do poeta Diego Sá com sua bela interferência em forma rap e declamações, destacando um momento singelo onde o FESQ abre, também, suas portas para a literatura. Aliás, entre os poetas presentes, um da nova geração, Miguel Lima, que com sua timidez de costume, não perdeu a chance de mostrar porque, a boa poesia independe de “declamadores”, se o texto é bom o público ouve e respeita.

Das 14 peças já apresentadas, nos dias 17 e 18, ficou a certeza de que a qualidade artística está cada vez mais forte e o encontro cada vez mais potente, levando a arte do teatro à categoria popular na medida em que, também mergulha na essência artística e no pensamento desta arte milenar. O FESQ está fazendo bonito e não faltam cidadãos cabofrienses orgulhosos de ver seu teatro mais uma vez, LOTADO!

terça-feira, 17 de setembro de 2013

O FESQ VAI COMEÇAR!

Todos os anos, o Fesq lota de público e artistas, uma injeção de teatro na
cidade de Cabo Frio.
Isso mesmo, O FESQ VAI COMEÇAR! Fazemos questão de grafar a frase em caixa alta como se estivéssemos gritando... a ideia é essa mesma. "Gritar" aos quatro ventos que o mais importante evento de cenas curtas do interior de estado do Rio de Janeiro, vai começar. O FESQ (Festival de Esquetes de Cabo Frio) é um evento que marca presença no cenário nacional pela enorme quantidade de inovações que imprimiu, na forma de fazer e promover teatro. Para destacar dois pontos importantes, o evento tem um sistema de voluntariado que faz a fila andar com ou sem dinheiro. A outra inovação é o tratamento dado aos artistas que participam do evento, oferecendo textos críticos sobre os trabalhos premiados e um amplo debate que envolve a cena curta e aqueles que por ela se interessam.
Num outro sentido o FESQ ajuda festivais da região e até de outros estados, exportando sua excelência, ajudando a criar estilo e influenciando novas tendências no campo da produção de eventos desta natureza. Uma vez, numa conversa com Ravi Arrabal, da Evohé Produções, sobre os possíveis "segredos" deste evento, ele simplesmente respondeu. Além de AMOR AO TEATRO, nosso segredo é o TRABALHAR PELO TEATRO. Isso mesmo, o FESQ é quase uma unanimidade. Junta o pulso de uma geração intermediária que é "tarada por teatro", mas consegue dosar a emoção com trabalho duro e muita dedicação.
Hoje, dia 17 de Setembro de 2013, o FESQ iniciará mais uma edição e trará, sem dúvida, muito teatro de qualidade para a cidade de Cabo Frio, sem contar, que as peças de teatro local, também terão seu espaço. A novidade maior de todas é o apoio que os estudantes de teatro do OFICENA (Curso Livre de Teatro de Cabo Frio), terão, podendo assistir às peças no dia de hoje levando um quilo de alimento, apenas, e nos demais dias terão desconto especial para terem acesso às inúmeras peças de teatro profissionais que o evento irá oferecer à cidade de Cabo Frio.
ALVÍSSARAS!